Vivendo de luz: é possível viver sem comer?

Viver de luzHá mais de 20 anos tomei conhecimento que o ser humano poderia viver sem alimentar-se lendo a Autobiografia de um Yogue – Yogananda – achei impossível pessoas comuns viverem desta forma: seres humanos que vivem no ego, ainda com sentimentos mesquinhos, pouco autocontrole do corpo e da mente, sem altruísmo e concentração, enfim um aprendiz da vida espiritual. Por estes motivos não dei muita atenção ao movimento atual de VIVER DE LUZ que acontece no Brasil. É possível sim, viver sem alimentos para os iluminados ou em processo de iluminação, usando pelo menos 90% dos pulmões para fazer respirações profundas (geralmente usa-se 10%) só possível com treinamentos específicos já que a mente desconcentrada e viciada esqueceu como processar corretamente. Também são importantes posturas da ioga ou outros exercícios direcionados como os sete ritos tibetanos, usando ainda a luz solar e alimentando-se da alegria de viver, das conquistas, do amor de Deus, enfim alimentando-se da felicidade que contém a natureza humana e planetária. Mas os “anjos” aparecem e foi em um dos meus cursos ABANDONE SEUS ÓCULOS que duas alunas, Ângela e Bel, me falaram que pretendiam VIVER DE LUZ e perguntaram o que eu achava. Respondi que estávamos muito aquém disso, despreparados fisicamente e espiritualmente. Quem sabe nossos netos poderão experimentar com sucesso. Elas insistiram com a idéia e no meio da conversa foi como se acendesse um fogo dentro de mim, comecei a ouvi-las com atenção e encantamento, logo nasceu uma vontade de conhecer melhor o processo. Fiquei sabendo que várias famílias estão experimentando com crianças e adolescentes envolvidos, fiquei assustada e como sugestão das minhas amigas, liguei para o Marco Aurélio, uma pessoa que também está vivenciando a nova proposta, em São Lourenço – MG, desde janeiro de 2002. Ele carinhosamente e com muita alegria me contou sua experiência pessoal dizendo que não tem vontade de voltar a comer, sente-se muito bem, está com saúde, desejando que todos experimentem para que possam ser felizes. Lembrei que era isto que eu sentia quando experimentei viver de frutas, foi fantástico, senti o mesmo quando fiz sete dias de jejum. Não queria mais voltar a comer. Quando nos alimentamos corretamente ou durante o jejum o primeiro sentimento é de altruísmo, de serviço à humanidade, este é o início de uma grande mudança que pode acontecer com um ser humano desintoxicado. Captei a intensidade do bem-estar que o Marco Aurélio sentia estando quase um ano sem alimentos e isto me contagiou. Seus canais energéticos deveriam estar desobstruídos, o aparelho digestivo também e assim todo o corpo desintoxicado aberto para receber energias mais sutis. A vontade de viver sem comer cresce a cada dia no meu coração. Viver só de luz e não comer nada! Será que estaria pronta e que saberia respeitar meu processo evolutivo físico e espiritual? Saberia definir o que sairia do coração e o que seria Ego? Teria coragem de voltar atrás se percebesse que não estaria pronta? É importante ser livre para não comer, mas também para comer se achar necessário porque a natureza não dá saltos embora o 3o. milênio esteja chegando com toda força e estamos sendo empurrados a crescer. Os milagres de que tanto nos fala a Bíblia estão acontecendo e se multiplicando rapidamente. Quem conhece o REIKI deve ter tido uma experiência forte de algo sobrenatural, tenho visto inúmeras pessoas se curarem apenas impondo as mãos. Também com visualizações criativas onde reprogramam-se e desprogramam-se as crenças dando ordens a nosso corpo de como deve funcionar. Agora com o milagre de não precisar se alimentar, as mudanças no mundo serão muito mais revolucionárias, mesmo que poucos consigam praticar, quando um muda, muitos outros seguirão pela força magnética da atitude, isto se chama Consciência Coletiva e pode ser o início para a humanidade acordar, sair do materialismo, da fome e miséria. O alimento nutre, é necessário para a maioria das pessoas, só que ele deixa o corpo e a mente densos, impedindo o fluxo de energia tanto no nível físico (a pessoa sente-se “entupida”), como no nível emocional (a comida vicia e acredita-se precisar comer grandes quantidades e várias vezes durante o dia, ainda que sejam alimentos saudáveis), espiritual (comendo muito encontrará dificuldades para praticar a meditação ou a consciência plena, isto é, meditar em tudo que faz) e mental (pensamentos negativos ou com limitações). Quem já fez muitos dias de jejum pode entender o que estou dizendo, conseguir ficar com o estômago vazio sem desconforto é muita liberdade para a mente e espírito. No jejum, o duro são os três primeiros dias, quando se sente muita vontade de comer, depois vai ficando mais fácil e sente-se o mais puro prazer, a ligação com Deus vai crescendo e perde-se a vontade de voltar a comer, é a retomada de consciência da nossa memória celular gravada no DNA, já que provavelmente há bilhões de anos a humanidade experimentou VIVER DE LUZ, depois, com novas crenças, o corpo criou uma nova estrutura física com os órgãos necessários para a digestão atual. Sabemos que há milhares de anos o apêndice era um órgão vital atuante, atrofiou provavelmente quando a humanidade acreditou que não mais precisava dele. Inconscientemente o homem plasma no astral o que pensa ser necessário e concretiza. É cada um que cria: rugas, cabelos brancos, tumores, bons ou maus relacionamentos, provoca acidentes, doenças ou saúde. Então um dia, em um passado muito remoto a humanidade acreditou que necessitava de estômago, aparelho digestivo, etc. e um dia, não importa a quantos milhões de anos, pode-se abandonar esta crença. As crenças marcaram nossa história como, por exemplo, de achar que a mulher não tinha a mesma capacidade do homem ou que este deve ser poligâmico, machão, etc.. São teorias estranhas à nossa consciência para entender estes ensinamentos é necessário um raciocínio quântico e elevar a consciência, quem VIVER DE LUZ não vai perder o aparelho digestivo, seria para muitas gerações futuras quando toda a humanidade já tivesse consciência ser uma “Centelha Divina” e que um dia não mais precisará do corpo físico, das doenças, nem do sofrimento, aí todos vão viver do amor de Deus, afinal somos seres espirituais fazendo uma experiência na matéria. Pode-se pensar que as pessoas que fazem jejum perdem a vontade de comer por princípio de anorexia, se isto acontecer é porque a pessoa não entendeu o que é VIVER DE LUZ, desrespeitou os oito pontos principais para entrar no processo e os vinte e um dias iniciais (veja quadros), tudo isso é necessário para que haja discernimento e preparo espiritual. Só com a consciência plena e intuição cada um saberá até onde pode chegar. Ficar atento não é se fechar para novos conhecimentos, afinal este tema não é tão desconhecido para quem já está na caminhada. Cientificamente já sabemos que não somos só um corpo físico, temos outros corpos mais sutis, chamados de corpo etéreo, aura etc. Sabemos que nossos pensamentos podem mudar destinos, que nossa intenção pode curar nosso irmão, que nossas palavras têm poder. O que estamos esperando para acreditar que somos DEUSES? Cada um que faça sua parte trabalhando as personalidades, tornando seres melhores para merecer o Reino de Deus e acreditando que a vida não tem limites. É hora de desapegar-se a crenças antigas e acreditar ser “imagem e semelhança de Deus”. Quando recebi de presente das minhas queridas amigas Bel e Ângela o livro da Jasmuheen, VIVER DE LUZ a fonte de alimento para o novo milênio, li o livro sem parar. A partir daí comecei a diminuir a alimentação, fiquei horrorizada com a quantidade exagerada que eu me alimentava apesar de ser vegetariana restrita e já ter diminuído bastante em relação à maioria das pessoas. Fui conferir o Workshop da Jasmuheen em Campos do Jordão – SP a convite da Cida (Editora Aquariana), comprovei o grande grupo de pessoas no Brasil interessadas em viver sem se alimentar, muitos vivendo assim há meses, outros passaram pelo processo, resolveram dar um tempo para retomar com mais força e tinha os que chegaram à conclusão que não queriam VIVER DE LUZ, pelo menos por enquanto. Compreendi que com equilíbrio cada um vai saber que atitude tomar. O curioso é que todos estavam ali convictos que o ideal para o ser humano é VIVER DE LUZ, seria uma questão de tempo para o preparo necessário. Uma pessoa que tem capacidade de VIVER DE LUZ não vibra mais como uma pessoa comum, por isso não dá para ficar no intelecto e apegar-se aos nutrientes materiais, um corpo limpo, desintoxicado vai funcionar perfeitamente e fará transmutações de substâncias, isto porque vai gastar pouca energia para digerir os alimentos e isto acontece quando se ingere apenas frutas, verduras e legumes, todos crus. Nestas condições a pessoa ficará disponível ao serviço maior da humanidade, porque esta é nossa missão na terra. A energia vital existente em todo ser vivo é o que capacita o corpo para VIVER DE LUZ, também é esta energia que é responsável pela sobrevivência da humanidade atual, onde muitos nascem sem nenhum suporte emocional, sem conhecer o leite materno, caem nos alimentos desenergizados, industrializados, com nutrientes artificiais que não têm vida (energia vital), com substâncias perigosas como conservantes, antibióticos, hormônios etc., além de substâncias viciantes como as contidas na Coca-Cola. O açúcar, por exemplo, um dos alimentos mais cobiçados, além de ser pobre em nutrientes, rouba o cálcio, enfraquece o corpo, provoca prisão de ventre, que é o grande mal da humanidade, responsável por 90% das outras doenças já que o intestino é o órgão vital mais precioso. As carnes têm excesso de proteína, provocam males perigosos (veja Saúde Integral no. 4). O ser humano tem sobrevivido a esta alimentação caótica com mais doenças, cirurgias, hospitais, contas nas farmácias, mas também por causa da Luz Divina, então todos nós inconscientemente já VIVEMOS DE LUZ. Toda explicação pode ser inútil para quem não compreender a física quântica e a necessidade de reprogramar crenças. Há pouco tempo atrás não se acreditava que o homem poderia viver sem a proteína das carnes, hoje muitos já admitem ser possível viver só com frutas. Dizer que isto ou aquilo não é comprovado cientificamente, teria que fazer pesquisas e não há interesse em executá-las, já que, a maioria dos estudos científicos são financiados por laboratórios que têm interesse que as pessoas fiquem doentes e continuem tomando remédios. Atualmente existem muitas pessoas no planeta VIVENDO DE LUZ, já é possível fazer uma pesquisa científica quando forem apresentados mil casos de pessoas que vivem desta maneira com sucesso. Desacreditar nesta possibilidade é também negar o Reiki, negar a psicanalista Barbara Brennan que ficou conhecida com seu bestseller: MÄOS DE LUZ, quando comprovou cientificamente que existe aura, corpos sutis e não era invenção dos “espíritas” como muitos pensavam. VIVER DE LUZ pode ser o fim da jornada, se não chegou lá, tente fazer uma alimentação vegetariana com treinos mensais de jejuns, só isto e a humanidade dará saltos quânticos desenvolvendo a intuição, salvando os irmãos menos informados em vez de repugná-los. Prevalecerá a capacidade de amar ao próximo suficientemente para não lhe desejar nenhum mal, não competir negativamente, é o PARAÍSO tão falado que finalmente reinará. Que virada daria o mundo se todos passassem a comer somente alimentos crus, iria acabar com as indústrias que dizem servir ao homem e muitas vezes o destroem. Também dificilmente necessitaria-se dos laboratórios que cobram preços desumanos pelos serviços, poucas vezes úteis e com efeitos colaterais que provocam outras doenças e mortes. Segundo estudos em Harvard Medical School, na Inglaterra, a universidade que mais pesquisa no mundo, se tudo continuar como está o ser humano será uma espécie em extinção. Todo o planeta pode ficar sem vida já que a previsão é que faltará água até o ano 2020, isto sem considerar os estragos que os transgênicos e outras químicas podem provocar no ecossistema. Descobrir que se pode VIVER DE LUZ é a glória, a misericórdia do amor de Deus, da sua energia, a fonte do nosso ser mais puro. Atualmente poucos conseguirão abandonar imediatamente os alimentos, o processo é gradual e vem acompanhado com o espiritual. Esta é uma nova visão dos nutrientes invisíveis, as pessoas têm caminhos diferentes, então o que é bom para um pode não ser para o outro. É impossível viver só de luz para pessoas que vivem parte do seu tempo em engarrafamentos, tendo atividades que não gostam, no estresse total por não saber administrar seus relacionamentos, seja com filhos, cônjuges, colegas de trabalho e até com Deus por causa da falta de fé, da entrega. Além disso, respirando um ar contaminado quando não viciado e usando mal a capacidade pulmonar sem a consciência que o alimento principal das células é o oxigênio. Para começar é necessário que a pessoa já seja um vegetariano restrito sem usar ao menos laticínios nem ovos e que já tenha experimentado outros jejuns. Quem fizer sem orientação e não respeitar os princípios pode ter graves complicações, são muitos que desejam sair deste planeta porque não agüentam algum tipo de pressão, vão usar este argumento inconscientemente e ninguém pode se responsabilizar pelo que cada um vai fazer com estes ensinamentos. É como um carro que pode ajudar alguém a se locomover, proporcionar excelentes passeios, mas se for mal usado pode também matar, é só acelerar demais ou virar o volante indevidamente. Milhares de pessoas no mundo estão se beneficiando com os ensinamentos porque entram no processo, experimentam um jejum mais longo e mesmo que sintam que não estão prontos para continuar aprendem a meditar mais intensamente, a reprogramar o corpo para realizar curas e ainda adquirem uma nova consciência alimentar. Lembre-se que a maioria dos seres humanos ainda necessita dos nutrientes dos alimentos vivos como os cereais, as verduras, legumes e frutas, outros já evoluíram suficientemente e desintoxicaram o corpo para VIVER DE LUZ. Aconselho os livros da Jasmuheen, participe dos seus workshops anuais, sintonize com o Divino e decida honestamente com o coração. 1. Por que quero VIVER DE LUZ? Se sentir o desejo de entrar no processo investigue se os motivos que lhe impulsionam são materiais tipo: – Quero chamar atenção – Vou economizar – Vou provar que sou capaz – Desafiar a mim mesmo – Quero morrer de fome Os motivos precisam ser espirituais como: – Ajudar a humanidade – Crescer espiritualmente – Curar alguma doença – Aguçar a intuição e com isso fazer curas – Controlar os vícios de comer 2. OS OITO PONTOS NECESSÁRIOS PARA COMEÇAR O PROCESSO: – Meditar todos os dias – Praticar serviços altruístas – Controle emocional – Viver em oração – Desprogramar crenças limitadas, reprogramando com ilimitadas. – Fazer dieta vegetariana restrita – Ouvir músicas sagradas – Exercícios diários 3. O PROCESSO DOS 21 DIAS É a conversão do corpo físico, onde vai haver a programação para mudar a vibração energética e assim VIVER DE LUZ. É uma iniciação sagrada, um momento muito especial onde é preciso se recolher, ficar em silêncio e em jejum durante os 21 dias. Não atender telefones, nem receber visitas, leituras que condicionem a mente, músicas com letras nem assistir TV. O momento é de reflexão, oração e meditação, um encontro com Deus, então, de preferência não ter nenhuma atividade obrigatória, apenas escutar o corpo e as mensagens que virão através da intuição ou de visualizações. Neste tempo é necessário que o iniciante tenha um acompanhante de confiança, que compreenda o processo para ajudar em qualquer necessidade. No livro VIVER DE LUZ estes princípios estão muito bem detalhados. 4. QUEM É JASMUHEEN? É uma autora australiana que já publicou 17 livros sobre meditação e metafísica, entre eles, o bestseller VIVER DE LUZ, assunto ao qual dedicou 25 anos de pesquisa e estudo profundo. A partir de 1992 ela canalizou seu trabalho através das instruções dos Mestres Alquimistas e foi orientada por eles para prestar serviço à humanidade. Em 1993 passou pelo processo de iniciação dos 21 dias e começou a VIVER DE LUZ. Desde 1996 viaja pela Europa, Ásia, EUA e Brasil proferindo palestras onde apresenta planos positivos de desenvolvimento pessoal e planetário. Quando Jasmuheen foi orientada pela primeira vez a contar sua viagem pessoal de libertação da necessidade de consumir alimentos graças ao poder Divino, não tinha idéia de que o livro se tornaria tão popular e seria publicado em tantas línguas. Também não tinha consciência do impacto potencial que esse modo de vida teria sobre as questões da saúde mundial e do combate à fome, nem das controvérsias que essa “viagem sem comida” despertaria. Quando uma pessoa escolhe um modo de vida que promove e concretize o bem-estar físico, o bem-estar emocional, o bem-estar mental e o bem-estar espiritual, viver livre da necessidade de se alimentar com comida está a seu alcance, se ela quiser. Um dos principais benefícios do autocontrole é a liberdade em relação a limitações conscientes ou auto-impostas. Como continua enfatizando, a viagem de VIVER DE LUZ é exclusivamente uma questão de liberdade de escolha. Jasmuheen fala do invisível com os pés no chão, sabe muito bem o que diz, conhece a cura quântica, a física, a química física e sutil e não só durante as meditações trabalha as crenças do ser humano. O workshop foi muito rico em informações não só a respeito de VIVER DE LUZ, também da necessidade de melhorar as virtudes, meditar, conscientizar das energias superiores que trazem vibrações capazes de alimentar as células e todo o ser, criando magnetismo, aumentando as freqüências vibratórias. Ela transmite amor, altruísmo, compreensão e não demonstra vaidade com as brilhantes conquistas.  São três livros editados por Jasmuheen no Brasil: VIVER DE LUZ – a fonte de alimento para o novo milênio, EM SINTONIA – a arte da ressonância e EMBAIXADORES DA LUZ – movimento para uma sociedade positiva e consciente para a paz mundial. Para adquiri-los, contate com a Editora Aquariana – fone(11)5031.1500 e-mail: aquariana@ground.com.br www.ground.com.br

Suzete é Naturopata, Iridóloga e Instrutora dos Exercícios Visuais. Autora do livro: Cuide de Seus Olhos

Contato: suzete@saudeintegral.com

Sites: www.saudeintegral.com, www.iridologiasp.com.br e www.metodobates.com.br